Nos Países Baixos, um método inovador de criação de galinhas vai além das gaiolas em bateria

Innovative farming in the Netherlands

Em duas fazendas dos Países Baixos, as galinhas poedeiras podem agora espalhar os seus ovos e esticar as suas asas em um lugar espaçoso e especialmente projetado para elas, com condições de atender às necessidades comportamentais mais básicas destes animais.  Saiba como este conceito inovador vem também ajudando as pessoas e o planeta.

A União Europeia abriga mais de 350 mil galinhas poedeiras, a maioria delas espremidas em baterias de gaiolas. Constatada a insustentabilidade de tal forma de criação, as tradicionais gaiolas em baterias foram definitivamente proibidas em toda a União Europeia em janeiro deste ano. 
 
É fato que as condições de adensamento e de confinamento estabelecidas pelos métodos industriais de criação têm acarretado sérios problemas para a saúde e o bem-estar de milhões de aves, que são forçadas a viver sob este tipo de crueldade.

Priorizando o bem-estar animal

Felizmente, as condições de vida e o bem-estar das galinhas mantidas nas fazendas da Venco Group melhoraram consideravelmente após esta empresa holandesa ter aprimorado suas práticas de criação em 2010. 

A Venco Group conseguiu, com sucesso, converter seus métodos industriais de criação em práticas socialmente responsáveis e voltadas ao bem-estar de seus animais. Isto foi possível através da implantação de um sistema de criação inovador denominado “O Cercado” e concebido pelo Grupo de Ciências da Universidade de Wageningen, na Holanda.

Este tipo de recinto, em forma de um enorme cercado, dá a uma galinha espaço suficiente para que possa manifestar seu comportamento natural, como ciscar, empoleirar-se e se banhar em areia, além da possibilidade de conviver com outras de sua espécie, já que o cercado – uma construção compartimentada em formato hexagonal – pode abrigar até 30 mil galinhas.  

As galinhas mantidas sob este tipo de criação têm acesso à área com grama artificial, areia e árvores, podendo ciscar livremente e, desta forma, satisfazer as suas necessidades mais básicas. Uma seção do cercado é projetada como um ambiente noturno, propiciando às aves um espaço confortável e natural para descansar e pôr seus ovos.

Um modelo de negócios bem-sucedido

Do ponto de vista econômico, este sistema de criação vem obtendo bastante sucesso, colocando por terra a crença de que uma maior preocupação com o bem-estar dos animais significa também lucros menores para os seus criadores. Duas fazendas holandesas já adotam a criação de galinhas em grandes cercados, e a implantação deste mesmo sistema em uma terceira fazenda está prevista para março de 2012.

Há também planos para a exportação dos ovos destas galinhas e para a expansão deste sistema até a Alemanha. Para os consumidores locais, os ovos produzidos neste tipo de fazenda custam apenas mais quatro centavos a mais do que os produzidos em fazendas de criação convencionais, sendo também mais baratos do que os ovos orgânicos.

Saúde e meio ambiente

As vantagens ambientais deste sistema de criação são bastante significativas, já que ele demanda um consumo baixo de energia, além de adotar métodos sustentáveis de alimentação e embalagens recicláveis para os ovos.

O recinto também é projetado de tal forma que as galinhas possam usufruir um abrigo seguro e sem contato com o mundo exterior, limitando assim o risco de contraírem doenças contagiosas.

Desta maneira, a Venco Group demonstra que a produção de ovos em grande escala é perfeitamente compatível com o bem-estar dos animais, sem qualquer comprometimento ao meio ambiente e ao êxito empresarial de seus produtores.

Page tools:
Imprima esta Página

Conecte-se com a WSPA Brasil no:

Facebook siga-nos no twitter assista nosso canal de vídeos no youtubeencontre-nos no flickr